Ferramentas pneumáticas – como fazer a manutenção e alcançar maior desempenho

Grandes aliadas de quem deseja aumentar a produtividade, as ferramentas pneumáticas são amplamente conhecidas pela alta performance. Além de serem mais leves e potentes em relação às tradicionais ferramentas elétricas, oferecem uma melhor ergonomia.


Elas estão presentes em aplicações da indústria metalúrgica, oficinas mecânicas, serralherias, funilarias, entre outros segmentos, onde são preferidas por utilizar uma fonte de energia limpa, não oferecer perigo de incêndio e ser ecologicamente correta, entre outras vantagens.


Como alcançar maior desempenho com as ferramentas pneumáticas


Por utilizar energia pneumática as ferramentas pneumáticas são capazes de oferecer melhor performance de trabalho. No entanto, para que apresentem um rendimento satisfatório é necessário fazer o correto dimensionamento da rede de ar comprimido, seguindo 7 etapas:

  1. Calcular a capacidade ideal de ar que será consumida

  2. Identificar a pressão de trabalho nos equipamentos

  3. Estabelecer uma tolerância para vazamentos e perda de carga

  4. Definir a qualidade de ar para cada aplicação

  5. Escolher o tipo de compressor, considerando o sistema de controle, capacidade e pressão

  6. Escolher o tipo de material da tubulação, definindo o traçado da rede de ar e pontos de consumo

  7. Escolher os acessórios necessários para a linha de ar, como filtros, secadores e tubulação

Escolhendo corretamente os compressores e a rede de ar comprimido será possível garantir maior eficiência energética do sistema e evitar desperdícios de energia.


Manutenção e lubrificação de ferramentas pneumáticas


Embora as ferramentas pneumáticas exijam um investimento maior do que ferramentas elétricas, elas oferecem melhor relação entre custo e benefício. Mas para isso é necessário proceder às recomendações de manutenção:

A lubrificação dos componentes pneumáticos é um dos fatores mais importantes para evitar deterioração prematura por atrito e/ou corrosão, aumentar a vida útil e reduzir ocorrências de manutenção.


Um dos métodos mais recomendados é a dosagem de lubrificante no ar que aciona o sistema, devendo sempre utilizar o tipo de óleo recomendado pelo fabricante da ferramenta.

A lubrificação por meio do ar comprimido associada a uma certa quantidade de óleo lubrificante nas partes mecânicas internas móveis em contato direto com o ar reduz os efeitos desgastantes, as forças de atrito e facilita os movimentos.


Em todas as aplicações, ações como a remoção de umidade e partículas sólidas, reposição de óleo lubrificante nos motores, regulagem da pressão de trabalho e a preparação do ar comprimido são essenciais para que as ferramentas durem mais e tenham melhor rendimento.


Entre os cuidados que devem ser tomados, recomenda-se que antes de ligar uma ferramenta a linha de ar seja soprada para fora e que as ligações sejam feitas corretamente antes de utilizá-las.


A Máquinas Ribeiro é uma empresa com ampla expertise no ramo de fabricação de máquinas e equipamentos para a reparação automotiva e que conhece as melhores soluções em ferramentas pneumáticas conforme as necessidades de cada aplicação.


Com atuação em todo o território nacional, a Máquinas Ribeiro dispõe de um amplo e portfólio de ferramentas pneumáticas na Linha Hobby e também na Linha Profissional, que é ideal para sua oficina aumentar a produtividade e alcançar os melhores resultados.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo